Encontre seu Passeio



Mais Lidos




Banner_left_Argentina
Museu em homenagem a Carlos Gardel é reinaugurado em Montevidéu Uruguai

Museu em homenagem a Carlos Gardel é inaugurado em Montevidéu

Residência de veraneio de Carlos Gardel é transformada em museu no Uruguai.

 

Carlos Gardel, apesar de nascido na França, é figura muito associada à Argentina e ao Uruguai, principalmente pelo tango ser um elemento muito presente na cultura desses países. Os vizinhos sul-americanos, inclusive, já disputaram a nacionalidade do cantor, que é um dos seus maiores ídolos.

Para a felicidade de fãs e admiradores, especialmente os uruguaios, a residência em que Gardel costumava veranear e passar seus aniversários, em Malvín, tradicional bairro de Montevidéu, se tornou um museu dedicado ao intérprete de tango mais famoso da história.

Inaugurada no último dia 24 de junho, a Villa Yeruá é aberta ao público.

A data de abertura propositalmente coincidiu com o 82º aniversário de morte de Gardel, falecido em 1935 em um acidente de avião em Medellín, na Colômbia.

Frequentado por Gardel na década de 1920, o imóvel pertencia a Francisco Maschio, amigo e treinador de seus cavalos, incluindo o popular Lunático, um puro sangue que participava de corridas. Localizado na Rua Rimac, o espaço era ideal para o treinamento, já que estava diante de um balneário com grandes dunas. As baias dos animais, destruídas pela ação do tempo, foram reconstruídas simbolicamente para receber os visitantes.

Irineo Leguisamo, reconhecido jóquei de turfe (esporte que promove corridas de cavalos) sul-americano, também vivia na propriedade, era funcionário de Maschio e amigo de Gardel. Montado no Lunático, conquistou diversos títulos. Esse cenário e seus personagens inspiraram grandes tangos, como “Por una Cabeza” e “Leguisamo Sólo”.

 

O Museu Carlos Gardel: tango e corridas de cavalos

A Villa Yeruá, ou Museu Carlos Gardel, reproduz a frente original da casa, expõe objetos, documentos e fotos acompanhados por narrativas explicativas, troféus, móveis, a jaqueta da última corrida de Leguisamo e a capa do Invasor, considerado um dos melhores cavalos de corrida do mundo. Há também uma estátua feita pelo artista plástico Alberto Morales Saraiva que retrata Gardel em pé junto de Irineo Leguisamo, cena real registrada em uma das fotos exibidas.

Além do setor dedicado ao cantor, o local abriga um museu de turfe e a sede da Associação Uruguaia de Proprietários de Cavalos de Corrida (APC), responsável pela restauração, que custou uma cifra superior a US$ 160 mil.


Villa Yeruá de la Rambla y Rimac
Endereço: Calle Rimac, 1600 – Malvín Leste, Montevidéu, Uruguai
Funcionamento: de terça-feira a sábado, das 10h às 17h, e domingo, das 12h às 18h.
Entrada Gratuita

Para ver mais museus em Montevidéu, clique aqui.

 

Os Passeios Mais Vendidos

Gostou? Dê sua avaliação: 1 estrela2 estrelas3 estrelas4 estrelas5 estrelas
Loading...
Gostou dessa matéria? Veja também artigos sobre a Argentina


Exibir botões
Esconder botões