Morando no Uruguai

O Uruguai é um país que possui uma infra-estrutura de serviços bem desenvolvida, com grandes redes de supermercados, bancos, hospitais e centros comericias, além de ofertas diversificadas de comércios e serviços como imobiliárias, restaurantes e lojas.

Montevidéu, a capital do país, possui mais da metade da população e concentra a grande maioria das empresas e oportunidades.

Começar a viver no Uruguai não é complicado. Os trâmites burocráticos são simplificados e a contratação de serviços é bem simples também.

 

Similaridade com os custumes brasileiros

O país é similar ao Brasil em muitos aspectos. As leis aplicadas no Uruguai são muito parecidas às nossas, além dos hábitos e costumes que não variam muito de um país para o outro. Os eventos culturais, as festividades e a culinária também não são tão diferentes do que temos no Brasil, o que facilita (e muito) a adaptação dos brasileiros no Uruguai.

 

Estabilidade Política e Econômica

No Uruguay existem 3 partidos políticos que concentram 98% dos votos (Frente Amplio, Partido Nacional e Partido Colorado) e nos últimos 20 anos, os 3 partidos governaram o país. A estabilidade política, aliada com flexibilidade cambiária e inflação controlada, permite o crescimento contínuo da economia, apoiada por investimentos e incentivos ao desenvolvimento do setor turístico e industrial.

Por meio de planos governamentais, a pobreza  é bastante controlada e as classes médias e altas representam 75% da população de Montevidéu.

 

Empregos

O desemprego no Uruguai é baixo comparado aos outros países e gira em torno de 5%. Existem muitas ofertas para profissionais de TI, engenheiros e consultores em diversos segmentos de negócios.

 

Segurança e Moradia

Além disso, o país é relativamente seguro, Apesar do aumento da violência nos últimos anos, podemos dizer que o Uruguai ainda é um lugar seguro para viver.

O valor do aluguel depende da localização escolhida e varia muito de uma região para a outra. Os valores não são muito diferentes das principais capitais do Brasil, onde se pode encontrar preços que variam drasticamente de acordo com a região da cidade em que está localizado o imóvel. Os bairros mais caros são aqueles que formam a rambla (orla da praia), enquanto os mais baratos são os bairros centrais e os afastados da faixa do Rio da Plata.

Devido à baixa densidade demográfica, existe no país uma grande predominância de casas, principalmente no interior, onde as casas representam 94% das residências. Em Montevidéu, as casas representam 56% das habitações. Dependendo da localização e tamanho, o preço da casa chega a ser mais barato do que um apartamento de tamanho inferior.

 

Navegue no menu ao lado para saber mais e confira no blog as dicas práticas sobre como começar a viver no Uruguai.

Voltar